Aversion de Kenechi Udogu

Um pedido de análise à obra Aversion de Kenechi Udogu.

AversionAversion de Kenechi Udogu
A minha avaliação: 2 de 5 estrelas

Gemma Green é uma rapariga de 15 anos, cujo aspecto físico é difícil de imaginar, pois não existe descrição.

Ela, ao contrário dos outros adolescentes da sua idade, é uma Averter. O que é um Averter? Um Averter é alguém que possui a capacidade de pressentir um desastre na vida de alguém à sua volta. Fica ele então encarregue de evitar que este desastre ocorra. Recorre à capacidade mental de evitar que a pessoa vá em frente com um plano ou atitude. Consegue, então, fazer com que ela escape ilesa, sã e salva, e sem a percepção de ter sido manipulada.

Um dia, na escola onde estuda, sente um choque noo corpo, ao aperceber-se que Russ, seu colega de turma, irá ter um acidente mortal se ela não o evitar. Com o apoio do pai, Gemma leva a cabo a sua primeira aversão sobre a mente de Russ, e consegue. Porém, algo correu mal e Russ sente uma forte atracção que o impele a aproximar-se de Gemma, embora ela o evite a todo custo por viver na penumbra de forma a esconder a sua identidade e estranheza.

Após este erro do destino, Gemma e Russ acabam por inevitavelmente sentirem-se atraídos um pelo outro, mas este é o início dos seus problemas.

A premissa do enredo é interessante, embora já haja disto em grande número, não minto. A ideia de manipular a mente de outrem já é uma ideia que nos entretém há séculos (senão milénios) e sentimo-nos compelidos a brincar com ela.


Comprar livro

O livros é simples, curto, e facilmente se lê num dia ou dois. O grande problema deste livro é… todo o resto.

A introdução começa quase de forma condescendente. Após Gemma se apresentar ao leitor, ela procede a descrever o seu poder especial. Não, apenas isso, também usa a expressão “eu sei que é estranho mas é verdade”. O que seria algo escusável de ser escrito, uma vez que estou a ler um livro sobre o paranormal urbano e é um grande motivo pelo qual eu o estou a ler.

Além disso, ao longo da história existem coisas que não encaixam, ou detalhes que parecem peças de um puzzle forçadas sobre as outras de forma a que nos obrigue a engolir as falhas no enredo e os erros de concordância na história. Existe até mesmo um erro tão grande que esperei até ao fim do livro para compreender se aquilo tinha um motivo de ser que me pudesse ter escapado. Não tinha.

O romance entre Gemma e Russ é forçado, embora isso dependa mais da minha predilecção por slow-burning romances. Em Aversion acontece tudo muito rápido. A autora quis apressar o enredo e ficaram muitos detalhes importantes por referir, que tornam o mundo e espaço ricos e interessantes.

A própria Gemma é uma personagem irritante para mim: bonita sem se aperceber, simples e sem desejos na vida. A típica heroína de uma distopia ou romance paranormal que, com toda a sinceridade, se tornou enjoativa. A sua ideia de se achar especial cai por terra quando não pensa sequer que se ela existe unicamente, talvez também outros existam igualmente.

Conclusão: o pai de Gemma vive sempre sem a noção de que cria todos os problemas que caem sobre ela. Claro que a história e o seu pivô teriam de aparecer de algum lado.

Foi uma leitura rápida que na verdade foi atrasada pelo facto de me sentir pouco interessada logo à primeira página. Condescendência não cai bem a nenhum autor. Porém, achei uma leitura minimamente interessante para adolescentes ou pessoas que procuram um passatempo fugaz.

Ver todas as minhas análises

Author: Íris Santos

Bibliómana desde o berço, com uma queda para o drama. Criei o meu primeiro blog com 13 anos e dedicava-se mais à escrita de poemas do que à análise dos mesmos. Neste entremeio faço uma pausa na leitura e retomo com fervor aos 22 anos. Hoje, com 25 anos, decido dedicar uma maior parte do meu tempo à análise de literatura nacional e internacional emergente e a importância dos clássicos e da relação da literatura com as tecnologias. Gosto, acima de tudo, ler novos autores emergentes de literatura estrangeira sem nunca fugir a um critério de selecção muito pessoal.

%d bloggers like this: